top of page
  • Fabiano null

Lendas da nona-arte: Mark Waid.

Salve galera da yellow!

Hoje vinhemos trazer pra vocês um novo quadro em nosso site onde buscamos homenagear aqueles que deixaram sua influência na história da nona-arte e apresentar pra vocês seus trabalhos e um pouco de sua trajetória nos mundo dos quadrinhos. Pra começarmos trouxemos um dos maiores roteiristas que passou pela DC comics, Marvel e alguns autorais durante sua trajetória, o grande Mark Waid.



Nascido no Alabama em 1962, Mark Waid foi um dos fenômenos dos quadrinhos e marcou uma geração de leitores com seus trabalhos, mas muitos não conhecem sua trajetória nesse meio então vamos contar um pouquinho sobre ela, Waid iniciou seus trabalhos em 1980 onde começou sendo editor de uma linha de quadrinhos chamada Amazing Heroes, linha essa publicada pela Phantagraphics (Monstros), e foi tendo prestigio aque chegou em outra editoras, fazendo alguns trabalhos pequenos pra outras editoras que depois de um tempo acabou sendo contratado pela aquela que seria sua editora lar a DC comics, onde começou em títulos "pequenos" Adventure comics e Legion of Superheroes até que em 1990 abandona o trabalho editorial e se torna um freelancer trabalhon pra fazer outros projetos autorais. So que foi em 1992 que sua carreira ia decolar, pois foi o ano em que ele foi chamado pela DC comics pelo editor Brian Augustyn e seria o responsável por escrever aquela fase que marcaria pra sempre não so sua carreira mas também toda a mitologia e história do personagem, Waid ficaria a cargo do Flash assim começando a sua carreira estrondosa e explorando as aventuras do velocista escarlate que nessa época era Wally West, e o peso so manto herdado pelo herói de seu mentor o Flash original Barry Allen.



Em meio a sua fase do Flash, Waid protagonizou outros runs de outros personagens que ficariam marcados na história deles, como o Capitão America, o qual foi dito pelo mesmo por ser um dos seus personagens favoritos da história dos quadrinhos. Mas foi em 1996 que Waid ultrapassou os limites e junto com Alex Ross realizaram pra DC comics um trabalho futurista que viria a marcar todas as gerações de leitores de quadrinhos, Waid e Ross fazem a minissérie dum futuro distópico onde os heróis não são mais os mesmo e mudando os status heróicos Waid cria sua obra-prima O reino do amanhã, sendo esse o principal futuro distópico da Dc e das histórias em quadrinhos como um todo, em um período marcado pelos ideais de Watchmen e Cavaleiro das Trevas onde desmistificam e destroem o mito dos heróis Waid faz o mesmo mas ainda mostra que o heroismo é aquilo que guia os personagens e é o que eles prezam, mesmo nas maiores urgências e o não aceitamento pelo público eles ainda o protegeram e prezaram pela paz.



Como dito antes, Waid não ficou preso a fases e histórias da DC comics, ele foi responsável por fases memoriáveis de outros personagens, mas o principal trabalho foi na editora concorrente, onde Waid sendo um talento nato recebeu um convite dos editores da Marvel comics pra escrever um personagem, e Waid mesmo trabalhando pra DC comics sempre ressaltou que o personagem que mais lhe marcou e adorari escrever seria o Capitão América, e em 1995 junto com o desenhista Ron Gardney lançaram uma das fases mais aclamadas do personagem, onde ele inicia com um fato chocanto envolvendo o personagem a sua morte, e trazendo antigos elementos do seu período na Segunda Guerra Mundial pra assombrar o personagem. Outro trabalho da Marvel cabeceado pelo Waid e sendo mais recente foi sua fase do Demônio do Hells Kitchen, o Demolidor, onde ele trás pro personagem uma conciliação entre sua vida como Matt Murdock o advogado cego e o vigilante acrobata da cidade de Nova York.



Atualmente Mark Waid retornou aos braços da editora que lhe propagou seus melhores anos e obras nos quadrinhos, onde trouxe grandes marcos pra sua carreira a DC comics, e buscando trazer o retorno ao heroísmo e grandes histórias dos personagens trazendo o que acredita ser o grande atrativo dos heróis Waid lança junto com o desenhista all star Dan Mora(Único e eterno) juntos trazem a tona aventuras dos grandes heróis da editora Batman e Superman a um retorno triunfal a sua era heróica, passando por diversos conceitos e trazendo novos a mitologias da DC. Além de está cabeceando novas histórias do Shazam e o futuro do universo Dc que vem após seu evento de retorno Planeta Lazarus, onde Waid põe o Universo Dc a um novo problema que mudará o status quo de seus personagens como Superman John Kent e a Patrulha do destino.



Esse foi um breve resumo da jornada de Waid pelo mundo dos quadrinhos norte-americano passando pelos mais diversos personagens, criando as historias mais fantásticas e heróicas , deixando seu nome marcado na história desse gênero.


Por fim com sua história traçada deixamos nossa homenagem a esse autor que comemorou seus 61 anos de vida essa semana trazendo várias informações dele pros mais diversos públicos.


Vamos ficando por aqui é até mais!

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

OBLIVION

bottom of page