top of page
  • Foto do escritorMonique Mazzoli

Atirei o Pau no Gato e Outras Histórias de Terror

Atualizado: 20 de nov. de 2023

Eis aqui uma antologia diferente de tudo que você já viu, Atirei o Pau no Gato e Outras Histórias de Terror terá 15 histórias baseadas nas mais “aterrorizantes” cantigas infantis, todas com o roteiro de Lucio Luiz e cada ilustração será feita por um artista diferente.


Referência: Música Bingo ( NA FAZENDA TINHA UM CACHORRO E BINGO ERA SEU NOME ♪ ♪ )

Eu não sei vocês, mas ouvir que alguém atirou o pau no gato, ou que a cuca vai pegar, nunca foram canções que traziam paz e felicidade, assim como nas histórias dos contos de fadas, as músicas infantis também seu lado obscuro prestes a serem revelados. Você está preparado para ver as músicas da sua infância serem desconstruídas bem diante dos seus olhos?



Atirei o Pau no Gato e Outras Histórias de Terror, está em campanha no Catarse com preços muito especiais, e disponível em duas versões: Português e inglês. Você poderá apoiar esse projeto até o dia 16 de Dezembro.



O livro terá 96 páginas no tamanho 17,78 cm x 25,4 cm. Para apoiar clique AQUI.


Referência: A dona aranha


Artistas participantes


Agora vamos conhecer os insanos participantes desse quadrinho! São artistas já bem conhecidos no meio da gibisfera, cada qual com projetos incíveis que você também não pode deixar de conhecer!




Caio Zero é arte-educador, quadrinista e ilustrador, graduado em Licenciatura em Artes na UFRRJ. Autor de Rumi, Dissociação, Cavaleiro Macunaíma e Aqui e Aqui. Atualmente, publica quadrinhos com o selo Subúrbio Zero e é integrante do coletivo de quadrinistas XTPO.








Isaque Sagara é formado em desenho pela Quanta Academia de Arte e participou, em 2019, do primeiro Narrativas Periféricas idealizado pela Editora Mino, Chiaroscuro Studios e PerifaCon. Foi finalista do Prêmio Le Blanc por Quando a Música Acabar, publicado pela Mino, e A Máscara da Morte Branca, publicado pela Editora Draco. Pela UB Editora, publicou Tecnodreams e Oscar e Pan de 87, em 2021, e lançou uma história abordando o ícone Robert Johnson em Amor em 12 compassos em 2022.

Luiza Lemos é formada em História, quadrinista e cartunista, roteirista e ilustradora. Autora da HQ Transistorizada (2018), edição impressa das tiras que publicava semanalmente pela internet que falam sobre questões LGBTQIAP+ com foco maior no segmento T e política. Também Produziu tiras para o jornal Brasil de Fato (2018) e participou da coletânea Rancho do Corvo Dourado. Participou também

das coletâneas Sob a Luz do Arco-íris (2020) e Quadrinhos Queer (2020). Como roteirista trabalhou no projeto Oreo Faz de Contos e do documentário Muito Além do Arco-íris.


Rodrigo Mazer é artista plástico, ilustrador e quadrinista. Nascido em Sertãozinho, interior do Estado de São Paulo, formou-se em Publicidade e Propaganda e Educação Artística. Já participou de vários eventos de arte, exposições coletivas e recebeu prêmios por suas obras. Como quadrinista, desenhou cinco edições de Cervo do Pantanal, participou da HQ Causos do Chico Lorota, atuou na revista Guerreiro 2, com roteiro e arte, entre vários outros projetos. Em 2017, lançou a obra de ficção científica Cyberpunk e, em 2019, publicou seu livro Sketchbook Custom Rodrigo Mazer.


Flavio Soares é criador da tira A Vida com Logan, que foi indicada nove vezes ao Troféu HQ Mix e cuja primeira coletânea ganhou o prêmio em 2015 como melhor publicação de tira. Em 2012, criou com o roteirista Lucio Luiz a série infantil em quadrinhos Meninos & Dragões, que ganhou o 2º Prêmio Abril de Personagens e o Prêmio Angelo Agostini de melhor lançamento. Lançou também as HQs A Lei de Murphy, O Crime de Lorde Arthur Savile e Zico: 50 anos de futebol (em quadrinhos).


Ana Pepper nasceu em Passo Fundo em 1985. É storyboarder, animadora, roteirista, ilustradora e quadrinista. Seus quadrinhos de maior destaque são Driks e Amor Monstruoso (+18), sendo esse também adaptado para um jogo estilo visual novel com artes e roteiro da própria autora, criado em conjunto com o estúdio Time Galleon.






Chairim trabalha com quadrinhos e ilustrações desde 2011, tendo nesse período trabalhos publicados pela internet e impressos, tanto de forma independente como por editoras. Concorreu em 2019 ao Troféu HQ Mix e ao Prêmio Angelo Agostini, como melhor desenhista revelação, publicação Independente e webcomic, em 2020 como arte-finalista nacional ao HQ Mix e em 2024 adaptação para os quadrinhos.





Lucio Luiz é jornalista, escritor e pesquisador acadêmico. Em 2009, criou com Flavio Soares a webcomic As Aventuras do MorsaMan para o site Papo de Gordo. Ambos também criaram, em 2012, a série infantil Meninos e Dragões, que ganhou o 2º Prêmio Abril de Personagens. Foi organizador do livro Os Quadrinhos na Era Digital e autor de Professores Protagonistas, ambos com pesquisas acadêmicas sobre quadrinhos. Também é criador da Quadrinhopédia.



Laudo Ferreira nasceu no litoral paulista e reside na cidade de São Paulo. Além de seus trabalhos com quadrinhos, é ilustrador atuante no meio editorial e publicitário e professor da Escola Panamericana de Artes. Produz HQs desde o início dos anos 80, passando por editoras e publicações independentes. Ganhou vários prêmios ligados aos quadrinhos, como o HQ Mix, Angelo Agostini e Le Blanc, tanto pelo trabalho de desenhista como de roteirista. Dentre seus trabalhos mais populares, destacam-se Yeshuah Absoluto, Histórias do Clube da Esquina, Cadernos de Viagem, As tentações de Santo Antão, as adaptações de Auto da Barca do Inferno, Iracema e dos filmes do Zé do Caixão.



Little Goat é ilustradora, quadrinista, designer, ativista LGBTQPIA+ e pessoa não-binária (usa pronomes elu/ela). Como ilustradora e quadrinista, já participou de diversos eventos e compôs a colaboração da editora Skript para produção de uma das publicações, denominada Dália escarlate. Possui o livreto A cabra da Rainha e lançou webcomic Não-binária, apenas, contando sua vivência e entendimento quanto pessoa não-binária.



Carlos Gritti é designer gráco e ilustrador com mais de 20 anos de experiência. Paulistano, publicou duas edições autorais de seu personagem Johnny Resolve e tem trabalhado em diversos projetos, com destaque à editora Kitembo. Este ano, ilustrou a HQ Mascaras do Poder: A Origem, lançada na Bienal do livro do Rio de Janeiro pela editora Mostarda.





Samuel Bono é professor de desenho na HQ em FOCO e publica no selo Zapata Edições, de Daniel Esteves. Seus últimos trabalhos foram participações de coletâneas para a editora Draco, duas adaptações literárias (O Corcunda de Notre Dame e Dom Quixote) para o selo Principis, da Ciranda Cultural. Adora futebol e seu último trabalho foi desenhar a HQ do Garrincha para a editora Ultimato do Bacon.





Thiago Krening é ilustrador e quadrinista. Formado em Desenho Industrial pela Universidade Federal de Santa Maria, especialista em Cinema pela Universidade Franciscana e mestre em Design pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Trabalha com ilustrações, histórias em quadrinhos e animações para clientes nacionais e internacionais desde 2008. Autor das HQs Um Lugar do Caralho e Ed. Celeste.



Wagner Willian lançou em 2014 seu primeiro livro de minicontos ilustrados, Lobisomem Sem Barba, pela Balão Editorial (ganhador do segundo lugar no Prêmio Jabuti de Ilustração). Em 2015, ganhou o Troféu Grampo de Ouro e Troféu HQ Mix de novo talento (roteirista) com a HQ Bulldogma publicada pela Editora Veneta. Recebeu quatro indicações ao HQ Mix com a obra O Maestro, o Cuco e a Lenda. Foi contemplado em 2019 pelo Edital de Quadrinhos da Secretaria Municipal de São Paulo com a obra Silvestre (Prêmio Jabuti) e ganhou o HQ Mix de melhor arte-finalista com a obra Martírio de Joana Dark Side.

Mario Cau é quadrinista, ilustrador e professor. Suas histórias abrangem diversos gêneros, sempre trazendo um olhar introspectivo e poético sobre as emoções e relacionamentos dos personagens e propondo uma reflexão ao leitor. Atuante na cena desde o começo dos anos 2000, já publicou suas HQs e ilustrações em dezenas de títulos, entre projetos autorais, coletivos e também participou de diversas antologias. Entre seus principais trabalhos, destacam-se as séries Pieces: Parte de Mim, Terapia e Monstruário; e as adaptações para quadrinhos de Dom Casmurro e Anne de Green Gables.


Caio Oliveira é formado em Letras-Inglês pela UESPI, mas seu ofício é quadrinista. Desenha histórias em quadrinhos desde criança, fez um curso na Quanta Academia de Artes de São Paulo em 2006, e tem trabalhado com o mercado internacional quadrinhos desde 2011, onde publicou obras independentes e autorais. Também publicou quadrinhos indies no Brasil em parceria com seu irmão, utilizando campanhas de financiamento coletivo. Ao todo, já publicou 10 títulos de forma independente.




E aí, curtiu? Então, não deixe de apoiar esse projeto que irá te amendrontar haha



 

Gostou do nosso conteúdo? Que tal apoiar o Yellow Talk? O Yellow também é podcast, e seu apoio pode ajudar o nosso trabalho a crescer cada vez mais. A partir de R$2,00 você já vai estar contribuindo para manutenção do nosso programa. Para dar o seu apoio, basta clicar AQUI.

41 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page