top of page
  • Foto do escritorQuadrinhos Diários

"Conan: O Bárbaro" Chegou! E dessa vez por uma nova casa

Conan: O Bárbaro está de casa nova, mas isso lá fora e não aqui no Brasil. Pois, após um período de tempo novamente na Marvel, onde teve diversos títulos como "Conan, o Bárbaro", "Espada Selvagem de Conan", "Rei Conan" e até participou de uma equipe no Universo Marvel, chamada de "Vingadores Selvagens".




Contudo, isso acabou. E, há pouco mais de um ano, a Heroic Signatures, que detém os direitos do personagem de Robert E. Howard, passou para a Titan Comics, que está fazendo um grande sucesso, sendo até o quadrinho mais vendido pela editora, passando da marca de 80.000 cópias vendidas.


E a mudança de editora aconteceu, pois a Heroic Signatures, quis trazer nosso querido cimério, de volta para suas origens Howardianas.





“Naquele ponto já estávamos fora. Não quisemos fazer outra licença (com a Marvel Comics). Faremos isso nós mesmos. Queremos ser fiéis a Robert E. Howard. Não queremos ser limitados por nenhum código ou algo assim.” Disse Fredrik Malmberg, presidente da Heroic Signatures.


E, como alguém que leu a fase atual e leu também a fase da Marvel, posso confirmar que a mudança é bem nítida. Seja pelo caráter mais violento, ou pela própria escrita ser muito mais solta e sem amarras editoriais, parecendo muito mais um herói comum da Marvel, do que um bárbaro voraz.


Segundo Jim Zub, que já escreveu Conan para a Marvel, e agora escrevendo pela Titan:


“Marvel tinha uma expectativa mais ampla em termos de violência do que você podia colocar na página. Na Titan Comics é mais solto. É muito mais parecido com o clássico Savage Sword. Temos um nível de violência que eu nunca teria conseguido na Marvel, logo na primeira edição.”


A nova mensal está saindo pela Panini e está no seu segundo volume, num novo formato mais econômico, onde há rumores que a editora está testando este formato para ver a aceitação do público.


A equipe criativa da revista está com Jim Zub nos roteiros (Rick and Morty and Dungeons and Dragons), Roberto de La Torre (Demolidor: Terra das Sombras) e Jose Villarrubia nas cores.


A Seguir, confira um pouco da arte interna:





Gostou do nosso conteúdo? Que tal apoiar o Yellow Talk? O Yellow também é podcast, e canal no YouTube, e seu apoio pode ajudar o nosso trabalho a crescer cada vez mais. A partir de R$2,00 você já vai estar contribuindo para manter nosso site no ar. Para dar o seu apoio, basta clicar AQUI.

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page