top of page
  • Foto do escritorCarlos Pedroso

AS 110 PÍLULAS - Coleção Magnus

Fala, yellows, trago a vocês mais uma campanha no catarse, agora da tai editora. Mais uma oportunidade de conhecer o trabalho da editora.


Do romance erótico chinês Jim Ping Mei, traduzido em quadrinhos por Magnus. Uma edição histórica!




Magnus é o pseudônimo de Roberto Raviola, um dos maiores artistas da nona arte na Itália e eternizado na história dos quadrinhos mundiais. Famoso por Alan Ford, Kriminal, Satanik, Necron, Milady 3000, Mulheres Encantadas, Vendetta Macumba, O Desconhecido, Tex: O Vale do Terror e, claro, AS 110 PÍLULAS.


Vocês pediram e a Tai Editora atendeu. Um novo volume da coleção do Magnus, escolhido pelos leitores, em um formato de luxo, tamanho grande (20,5 x 28 cm) e capa dura.

Começamos essa nova coleção com o livro Milady 3000, que permanecia inédito no Brasil até a nossa edição. A segunda obra da coleção é As 110 Pílulas, que já havia sido publicado no Brasil pela Martins Fontes, no final da década de 1980, e se encontra esgotada.


A edição da Tai Editora terá 80 páginas, sendo 48 em preto e branco e 32 em cores. Uma edição de colecionador com tamanho grande (20,5 x 28 cm), capa dura, miolo em papel couchê 150g.



Você pode solicitar brindes personalizados diretamente com a editora pelo falecom@taieditora.com.br


Do romance erótico chinês Jim Ping Mei, de Li Yu, traduzido em quadrinhos por um Magnus em plena maturidade artística. As 110 Pílulas é uma graphic novel ousada e com uma abordagem extremamente culta.


Nessa obra, fica evidente todo o amor de Magnus pelos cenários, pelas técnicas, pelos detalhes desenhados que narram a história. As 110 Pílulas é uma história erótica, às vezes beirando a pornografia, mas não é apenas a história de um aristocrata oriental e seu fim miserável pelos vícios da carne. As 110 Pílulas é a história de uma pessoa que aprecia a beleza e os prazeres em todas as suas formas, da carne à arte, das fortes paixões ao amor. Eros e Tanatos.

Edição encadernada (agosto, 1986).

No Brasil, As 110 Pílulas foi publicada pela Martins Fontes em 1988, dentro da coleção Ópera Erótica, que trazia também obras de outros autores.


As 110 Pílulas foi publicada em episódios na revista Totem Magazine (Edizioni Nuova Frontiera, 1985), nos números 4, 5, 6, 7, 9, 11, 13, 14 e 16.


No mesmo ano seguinte, em agosto de 1986, ganhou uma edição encadernada. Ainda em 1986, foi publicada na França, pela Albin Michel.




As 110 Pílulas é uma obra capaz de alçar o erotismo e o pornográfico a cumes artísticos inesperados, e de dar um novo frescor a um texto antigo sem trair o seu espírito. Uma graphic novel esquecida no tempo, encontrada apenas em sebos de livros usados, desencorajando leitores pelo seu preço e, talvez, por sua capa excessivamente ousada. Mas agora ela voltou ao Brasil, por um preço justo, numa edição de luxo, capa dura, para maravilhar os leitores com a beleza dos cenários, com a limpeza da linha e o cuidado do desenho, da caracterização dos personagens - de cada personagem - e de cada página todo.


Com o fim da coleção do Necron, a Coleção Magnus se tornou a única publicação do autor no Brasil, com cada edição trazendo uma obra diferente e COMPLETA. Tudo isso em formato GRANDE, CAPA DURA, ACABAMENTO ESPECIAL e PAPEL DE ALTA GRAMATURA.


E aí, o que acharam dessa campanha? Imperdível, não é? Não deixe de conferir! Para apoiar este projeto basta clicar AQUI e aproveitar! ;)

___________________________________________________________________________________________

Gostou do nosso conteúdo? Que tal apoiar o Yellow Talk? O Yellow também é podcast, e seu apoio pode ajudar o nosso trabalho a crescer cada vez mais. A partir de R$2,00 você já vai estar contribuindo para manutenção do nosso programa. Para dar o seu apoio, basta clicar AQUI.


109 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page